casino.guru

Safra 2014/15: Em Chapadinha/MA, lavouras da soja se recuperam com a normalização das chuvas; comercialização está em 50% com média de R$ 62/saca

Publicado em 16/03/2015 10:47
Safra 2014/15: Em Chapadinha/MA, lavouras da soja se recuperam com a normalização das chuvas e apresentam bom desenvolvimento. Produtividade média deve ficar em 50 sacas por hectare. Comercialização está em 50% e preços médios em R$ 62,00, dada a facilidade logística e a proximidade de um novo terminal de escoamento de grãos, além de outros portos.
Na região de Chapadinha (MA), o início da safra de soja aconteceu em janeiro, dentro da janela ideal, no entanto houve muito veranicos que prejudicaram o desenvolvimento da cultura.
 
Contudo, segundo Vilson Ambrozi, vice presidente da Aprosoja Maranhão, com a retomada das chuvas muitas lavouras conseguiram se recuperar e os produtores esperam que as precipitações continuem até o final do ciclo. 
 
"É uma região nova no contexto da soja no Brasil, onde plantamos a 2 metros de altitude e 2° de latitude, cenário de gera um pouco de dificuldade tecnicamente, mas nos conseguimos produzir soja como em qualquer lugar do país", declara Ambrozi.
 
Segundo ele, a expectativa de produtividade é de 3 mil quilos por hectares. "Não é a melhor produtividade, mas é compensatório em virtude do preço que conseguimos, pelo fato de estarmos muito próximos do novo terminal de São Luiz (MA)", explica.
 
Ambrozi explica que o Estado do Maranhão possui três épocas de plantio, por conta das variações climáticas. Sendo assim, "o plantio é feito em janeiro e fevereiro e a colheita se dá mais na metade ano", que para ele é uma vantagem, haja vista que os custos de armazenagem são menores, e a colheita fica no intervalo entre a safra americana e a brasileira.
 
Na região 50% da safra já foi comercializada, com média de preço a R$ 62,00 a saca no mercado interno. Além disso, Ambrozi afirma que no nordeste a demanda por soja de concentra de agosto a dezembro, o que favorece ainda mais o período diferenciado da região de Chapadinha (MA).

 

Milho
 
A cultura do milho não apresenta volumes significativos na região, no entanto, mesmo com o veranico do começo do ano as lavouras tem se desenvolvido bem, afirma Ambrozi.
 
Além disso, a produtividade é concentrada no mercado local, onde "antes era transportado do centro-oeste, da Bahia, e hoje consegue suprir os pequenos produtores de animais", explica.
 
No entanto, os preços praticados variam de R$ 30,00 a R$ 35,00 a saca, que não são os ideais, mas se comparados a outros estados do país com maior produtividade, os valores são remuneradores.
 
A produtividade varia de 6 a 6,5 mil quilos por hectare, e no sul do estado chega a 8 mil quilos por hectare.
Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Por:
Carla Mendes e Larissa Albuquerque
Fonte:
casino.guru

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário

    casino.guru Mapa do site