1001 jogos

Milho fecha 5ªfeira estável na B3, mas pode cair mais na boca da colheita

Publicado em 25/05/2023 17:11
Chicago ficou em campo misto olhando clima e exportações

Logotipo 1001 jogos

A quinta-feira (25) chega ao final com os preços futuros do milho se movimentando pouco, próximos da estabilidade e no campo misto da Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações flutuaram na faixa entre R$ 56,00 e R$ 64,20. 

O vencimento julho/23 foi cotado à R$ 56,00 com alta de 0,18%, o setembro/23 valeu R$ 58,80 com baixa de 0,17%, o novembro/23 foi negociado por R$ 61,30 com perda de % e o janeiro/24 teve valor de R$ 64,20 com queda de 0,31%. 

Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, com a chegada da safra, há chance de o mercado de milho cair entre R$ 5,00 e R$ 7,00 na boca da colheita entre o meio de julho e setembro. 

“O mercado só pode inverter se a gente tiver algum problema na safra norte-americana ou o Congresso dos Estados Unidos aprovar rapidamente algumas medidas. Mas pelo que eu vejo, todos os lugares do Brasil estão com milho muito bons, muito milho, não tem armazém e ainda tem uma pressão de baixa nesse milho nacional”, aponta Brandalizze. 

No mercado físico brasileiro, o preço da saca de milho teve um penúltimo dia da semana negativo. O levantamento realizado pela equipe do 1001 jogos não encontrou valorizações em nenhumas das praças, mas percebeu desvalorizações em Tangará da Serra/MT, Campo Novo do Parecis/MT, Sorriso/MT e Brasília/DF. 

Confira como ficaram todas as cotações nesta quinta-feira 

De acordo com a análise diária da Agrifatto Consultoria, “o preço do milho segue em queda no mercado físico, com a demanda retraída no aguardo da entrada da segunda safra no mercado, que já começa a ser colhida, o que pressiona o grão para a casa dos R$ 54,50/sc em Campinas/SP”.   

Mercado Externo 

Já os preços internacionais do milho futuros encerram as atividades desta quinta-feira contabilizando movimentações em campo misto na Bolsa de Chicago (CBOT). 

O vencimento julho/23 foi cotado à US$ 5,90 com elevação de 3,50 pontos, o setembro/23 valeu US$ 5,10 com queda de 4,75 pontos, o dezembro/23 foi negociado por US$ 5,16 com perda de 4,00 pontos e o março/24 teve valor de US$ 5,25 com baixa de 4,00 pontos. 

Esses índices representaram desvalorizações, com relação ao fechamento da última quarta-feira (24), de 0,97% para o setembro/23, de 0,77% para o dezembro/23 e de 0,76% para o março/24, além de ganho de 0,51% para o julho/23. 

Segundo informações do site internacional Successful Farming, o preço futuro do milho para julho/23 fechou em alta pelo 4º dia desta semana. 

Olhando para as outras cotações que recuaram, o site internacional Barchart destaca que o Departamento de Agricultura dos Unidos (USDA) informou 75 mil toneladas de cancelamentos líquidos para vendas de exportação de milho de safra antiga.  

A semana que terminou em 18 de maio viu uma venda de 216 mil toneladas para o México totalmente compensada por 316 mil toneladas de cancelamentos pela China, desses, o USDA havia anunciado anteriormente 272 mil toneladas. 

Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
1001 jogos

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

1001 jogos Mapa do site